Hashtags em alta no Twitter demonstram apoio à greve dos caminhoneiros

#TemerAbaixaAGasolina #ForaTemer e #caminhoneirosemgreve são as três mais utilizadas pelos usuários da rede social 25 de maio de 2018

Com a greve dos caminhoneiros atingindo o seu ponto mais crítico nesta sexta, 25, a ponto do presidente Michel Temer convocar as Forças Armadas para desbloquear as rodovias após insucesso em acordo com “representantes” do movimento na noite de ontem, 24, as hashtags #TemerAbaixaAGasolina, #ForaTemer e #caminhoneirosemgreve dominam o Twitter. Desde o início da manhã de hoje, elas são as três tags mais utilizadas pelos usuários da rede social e as publicações, em sua grande maioria, demonstram apoio aos grevistas, que iniciaram a paralisação na segunda, 21.

Foto: Reprodução/Twitter.

Nos tweets, os internautas criticam duramente a atitude tomada pelo presidente no início desta tarde, considerando-a fascista, inconstitucional e até mesmo estúpida, já que muitos acreditam que a intervenção das forças armadas não irá obrigar os caminhoneiros a voltarem a trabalhar. Além disso, alguns afirmam que, além de autoritária, a tentativa de impedir os manifestantes de protestar remete a ações típicas do período da Ditadura Militar. “Isso que Temer tá fazendo é a própria ditadura e ninguém percebe. O povo tem direto de se expressar SIM e governo nenhum tem direito de meter exército pra acabar com manifestações onde estão correndo atrás de seus direitos”, escreveu uma usuária do Twitter.

Foto: Reprodução/Twitter.

Outras críticas dos internautas se dirigem a trechos do discurso proferido por Temer em rede nacional, onde o presidente afirmou que os caminhoneiros que permanecem em greve se tratam de uma “minoria radical”. Alguns perfis pedem também apoio direto da população brasileira aos manifestantes, incluindo a ocupação do Congresso Nacional, em Brasília, e a organização de protestos nas ruas de demais cidades do Brasil. “Era a hora de ter uma greve geral nesse país e não só greve dos caminhoneiros. A população devia se unir em busca dos seus direitos ao invés de só reclamar”, pediu um outro usuário.

Foto: Reprodução/Twitter.

Como de costume no Twitter, os populares memes não poderiam ficar de fora. Diversas publicações usam do sarcasmo para criticar a crise dos combustíveis instaurada no país e, é claro, o próprio Temer. Carregados de ironia, muitos tweets utilizam de referências a séries de TV e, até mesmo, ao vampiro que desfilou pela Unidos do Tucuruvi no carnaval deste ano, para aguçar a discussão em torno do assunto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *