Criança estuprada realiza aborto no Recife e recebe apoio de mulheres e youtubers

O procedimento foi realizado em uma maternidade pública com autorização da Justiça 17 de agosto de 2020 Felipe Ribeiro

A criança estuprada pelo tio na cidade de São Mateus, no Espírito Santo, realizou o aborto neste domingo (16/08), no Recife, Pernambuco. Antes disso, na chegada ao hospital, ela foi xingada de “assassina” por pessoas que protestavam contra o procedimento e também recebeu apoio do Fórum de Mulheres pernambucanas.

A transferência para Pernambuco aconteceu em virtude da recusa dos médicos da capital capixaba em realizar o aborto mesmo após decisão favorável da Justiça. De acordo com o o juiz da Vara da Infância e da Juventude de São Mateus (ES), Antonio Moreira Fernandes, o desejo da criança em não ter o bebê é soberano.

Grupo católico em frente ao hospital. Fonte: Uol

O procedimento abortivo, que visa preservar a vida da menina, foi realizado ainda no domingo. Nesta segunda-feira (17/08), ela ainda se encontra no hospital.

Durante o domingo, grupos fundamentalistas foram até o hospital do Recife protestar contra o aborto e xingaram a menina e até o médico que faria o procedimento. Nas redes sociais, houve também uma grande repercussão do caso. A extremista Sara Winter divulgou no Twitter o nome dela e o local onde estava em Recife.

A criança também recebeu o apoio de artistas, celebridades e do Fórum de Mulheres da cidade que expulsou os religiosos e fez um ato em sua defesa. Os youtubers Whindersson Nunes e Felipe Neto se sensibilizaram com o caso da menina e prometeram dar ajuda financeira para pagar tratamento psicológico e estudos até a faculdade.

Felipe Neto à esquerda. Whindersson Nunes à direita.

O caso veio à tona no dia 7 de agosto, quando a menina apresentou sintomas de gravidez e foi levada ao Hospital Roberto Silvares, em São Mateus. No dia seguinte (08/08), houve a denúncia na polícia. O acusado de estupro é o tipo da criança, que já tem um mandado de prisão preventiva expedido pela Justiça.

Foto de capa: BBC

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *