Mulheres relatam o que já deixaram de fazer por causa dos homens

29 de abril de 2016

A história da mulher é marcada pelo que ela sempre deixou de fazer por causa do homem. Independente do seu grau de parentesco, de ser um desconhecido ou um parceiro, ele quem sempre ocupou um lugar de privilégio na sociedade. Devido a isso, vivemos em um regime machista que – apesar de um certo e atual empoderamento da mulher – ainda prevalece. Pensando nisso, foi realizada uma campanha em que as mulheres disseram o que já deixaram de fazer por causa de algum homem, principalmente seus parceiros. Este questionamento foi colocado nas redes virtuais em parceria com o blog Pudor Nenhum, cujas respostas foram fotografadas e nos enviadas.

Brenda Damasceno, 21, tem uma filha de 4 meses e sente receios de amamentar em alguns lugares. Ela diz perceber o preconceito e, muitas vezes, se sente obrigada a colocar uma fralda sobre o peito. Ela revela que um dia a prima de 9 anos lhe disse: “Brenda, você não tem vergonha? Tem que colocar o paninho, para ninguém ver seu peito”.

IMG_20151216_000553

A jornalista Bianca Menezes, ao gravar uma matéria na rua, foi agredida, ameaçada e ofendida por um homem, aparentemente bêbado, que morava em local próximo. O acontecido a fez ir à delegacia registrar ocorrência.

d5bb9577-10e7-4d9e-bdbe-d159a82c14bc

A professora de língua portuguesa Graça Amaral, 28, namorou durante um ano e três meses com um rapaz que mantinha com ela um relacionamento abusivo. Apesar disso, ela gostava muito dele e por isso aceitou manter este relacionamento que teve fim devido ao desgaste da relação.

bbd93528-4b05-4e84-a19b-d0c5b9ac31f8

Cada mulher tem histórias diferentes e todas elas fazem parte do mesmo universo – que é o feminino. Nesta matéria, todas elas são da região Sudoeste do estado da Bahia. No entanto, a campanha visa alcançar mulheres de todo o Brasil. Para participar, acesse o Insta @siteavoador, participe e diga o que mais mulheres estão dizendo por aí.