Bahia é o segundo estado que mais recebe Auxílio Emergencial

Entre os municípios baianos com cobertura superior a 40% da população local, estão Maetinga (73,44%), Ribeirão do Largo (45,84%), Potiraguá (41,98%), Mulungu do Morro (40,52%) e Sítio do Quinto (40,11%) 9 de março de 2021 Sara Dutra

Pesquisa divulgada pelo Ministério da Saúde, nesta última segunda-feira (08/03), apontou que a Bahia ocupa o segundo lugar na cobertura proporcional do Auxílio Emergencial, com 38,83%, perdendo apenas para o Piauí, com cobertura de 39,89%. Entre os municípios baianos com cobertura superior a 40% da população local, estão Maetinga (73,44%), Ribeirão do Largo (45,84%), Potiraguá (41,98%), Mulungu do Morro (40,52%) e Sítio do Quinto (40,11%)

O estudo “Perfil dos beneficiários do Auxílio Emergencial pela covid-19: quem são e onde estão?” foi desenvolvido em parceria com a Secretaria Nacional de Renda de Cidadania (Senarc) e a Secretaria Nacional do Cadastro Único (Secad), e busca apresentar o perfil do público beneficiado e a distribuição geográfica do auxílio.

Outro dado apresentado é que, dentro do grupo de pessoas inscritas no cadastro único, a região Nordeste representa 45% dos beneficiários entre as grandes regiões do Brasil. Ao analisar os dados por unidade da Federação, os estados de São Paulo, Minas Gerais, Bahia, Rio de Janeiro e Pernambuco respondem por 50,7% do total de beneficiários da primeira parcela do auxílio, o que corresponde a 34,3 milhões de pessoas.

As análises dos dados revelam que o Auxílio Emergencial beneficiou diretamente, em média, 32% da população, com variação de 25,8%, na região Sul (a menor cobertura) a 38,01% na região Nordeste ( a maior cobertura regional). E reforçam ainda, que há uma distinção do alcance populacional do auxílio nas regiões norte e nordeste em relação às outras três regiões brasileiras, mostrando a situação de extrema pobreza estrutural, que impacta principalmente essas duas regiões.

Fonte: Governo Federal

Foto: Marcello Casal Jr|Agência Brasil

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *