Com fim da greve, Correios realizam mutirões para normalizar entregas

Os trabalhadores acataram o final da greve, mas o Sindicato diz que a decisão do TST não contempla a categoria 23 de setembro de 2020 Felipe Ribeiro

Após 35 dias fim de greve dos Correios, os trabalhadores farão mutirões a partir desta quarta-feira (23/09) para agilizar e normalizar as entregas.

A categoria estava em greve desde 17 de agosto e pôs fim no movimento na noite da última terça-feira (22/09).

Além da regularização do serviço, os mutirões por determinação do Tribunal Superior do Trabalho (TST) visam evitar aglomerações de clientes nas agências. Quem tiver encomendas a receber, deve permanecer em casa aguardando.

Os sindicatos filiados à Federação Nacional dos Trabalhadores em Empresas de Correios e Telégrafos e Similares (Fentect) decidiu encerrar a greve após o TST determinar, na tarde do dia 21, pelo fim da greve. O Tribunal decidiu pela manutenção das cláusulas propostas pela empresa e o reajuste salarial de 2,6%. Também estabeleceu que metade do tempo em que os funcionários estiveram em greve será descontado na folha e a outra metade será compensada.

Na decisão, o TST estabeleceu multa diária de R$ 100 mil às entidades representativas caso haja algum descumprimento da volta ao trabalho. Segundo os Correios, 92,7% dos funcionários já retornaram às atividades.

Em nota, a Fentect recomenda que os mesmos retornem aos trabalhos. No entanto, considera que a categoria não foi contemplada pelo resultado e que este “causará um empobrecimento dos trabalhadores frente as perdas salariais que essas cláusulas usurpadas representam na folha de pagamento e em benefícios que garantem a dignidade do ecetistas e suas famílias”. A Federação irá recorrer da decisão.

Foto de capa: Reprodução/Internet

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *