Conquista não registra mortes por covid-19 há 23 dias

Com o avanço da vacinação contra a covid-19, setembro contabiliza a menor ocupação de leitos UTIs desde o início de 2021 11 de outubro de 2021 Beatriz Oliveira, Gabriela Matias, Gabriela Souza, Mariana Oliveira e Mikhaelle Piagio

Vitória da Conquista não registra nenhuma morte por covid-19 nesta segunda-feira (11/10). Ao todo, desde o dia 19 de setembro, o município está há 23 dias sem registrar óbitos causados pelo novo coronavírus. Neste ano, o município baiano contabilizou 362 mortes, sendo 207 de homens e 155 mulheres.

Durante o período analisado, houve uma redução de 85 leitos ofertados pelo Sistema Único de Saúde (SUS). Em janeiro, o município contava com 153 leitos, dos quais 83 eram de enfermaria e 70 de Unidades de Terapia Intensiva (UTIs). Em fevereiro, houve a primeira redução do ano, quando, no dia 9, a cidade passou a contar com 148 leitos (78 enfermarias e 70 leitos de UTIs).

A segunda redução foi em 11 de agosto, passando a constar 128 leitos, sendo 58 de enfermarias e 70 de UTIs. No mesmo mês, 10 leitos de UTIs foram subtraídos pela Secretaria de Saúde da Bahia (Sesab). Assim, o município passou a ter 118 leitos disponíveis (58 enfermarias e 60 de UTIs).

Setembro foi o mês com mais redução. Até os primeiros seis dias, a soma era de 118 leitos. No dia 7, houve uma redução de 10 leitos e, no dia 8, mais 10, totalizando 98 divididos em 58 de enfermaria e 40 de UTIs. Também houve redução em 24 de setembro, quando passaram a ser ofertados 68 leitos (38 de enfermarias e 30 de UTIs).

Ainda em setembro, no dia 27, foi registrada a redução de mais 40 leitos, a maior redução até então, restando apenas 28 unidades. No entanto, no Boletim Epidemiológico (BE) do dia seguinte (28/09), não constava essa informação. Foi divulgado que havia 68 leitos, dos quais 38 de enfermarias e 30 UTIs. Não foi explicado o motivo da manutenção dos dados.

Desde janeiro, os leitos e as taxas de ocupação nas UTIs passaram por períodos de altas e baixas. De acordo com dados coletados no BE da Prefeitura de Conquista, a maior taxa de uso das UTIs do ano, 97,1%, foi registrada nos mseses de março, abril, maio e junho. Nessa época, o município disponibilizava 148 leitos, sendo 78 de enfermarias e 70 de UTI.

Com o avanço da vacinação contra a covid-19, em setembro foi contabilizada a menor ocupação de leitos na terapia intensiva desde o início de 2021. Nos dias 20 e 21 do referido mês, a taxa de ocupação era de 12,5%. Por conta da diminuição na procura por esses leitos, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) reduziu a quantidade para 58 enfermarias e 40 leitos na UTI. Segundo a Secretaria de Saúde da Bahia (Sesab), até o momento, 256.314 indivíduos foram vacinados com a primeira dose e 119.551 com a segunda, já o número de imunizados com a dose única é de 3.910 e outras 1.179 pessoas tomaram a dose de reforço.

Durante o ano, a taxa de uso das UTIs variou entre a casa dos 10% e 90%. Em março, todos os 31 dias tiveram taxas de ocupação acima de 80%. Foi o mês com a maior ocupação em leitos de terapia intensiva, com variação entre 84,3% e 97,1%. Nesse mês, 148 leitos eram disponibilizados no município, sendo 78 da enfermaria e 70 para UTIs. Já em setembro, nos 30 dias analisados, 29 tiveram taxas abaixo de 40%. A ocupação permaneceu entre 12,5% e 28,3%. O mês, que iniciou com a oferta de 58 leitos de enfermaria e 60 para UTIs, terminou com a redução de 38 enfermarias e 30 UTIs, totalizando 68 leitos nos hospitais do município.

Durante a contabilização destes dados, não foram encontrados no site da Prefeitura os seguintes Boletins Epidemiológicos: 28/04, 07/05, 08/05, 09/05, 21/05, 18/07, 29/07, 07/08, 22/08 e 29/08. No BE do dia 24 de janeiro consta a morte de um homem de 69 anos, mas não foi informado o bairro onde ele morava. O mesmo ocorreu nos BEs do dia 14 de abril, no qual não foram informados o sexo e o bairro do bebê de seis meses; do dia 28 de abril, quando não foram informados os bairros dos três óbitos daquele dia; e de 15 de maio, dia em que faleceu um homem de 58 anos, também sem informações sobre seu bairro.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *