Covid-19 não pode ser comparada à gripe, diz pesquisa

Inflamações atingem diversos órgãos do corpo e número de assintomáticos pode ser menor do que se pensava 16 de novembro de 2020 Janaína Borges

Em estudo realizado por pesquisadores da Universidade Federal de Pelotas identificou-se que os sintomas apresentados pela covid-19 vão além daqueles de uma gripe, como a perda d olfato e paladar, e a porcentagem de assintomáticos pode ser menor do que se deduz.

Foram pesquisadas 30 mil pessoas de diferentes lugares do Brasil. Os sintomas identificados demonstraram que o coronavírus ataca todo o corpo. Entre os sintomas,12% não relataram sinais da doença, 60% revelaram ter dores de cabeça, 52,1% manifestaram um quadro febril, 56,5% disseram ter perda no olfato e no paladar, 47,7% evidenciaram tosse e 44,1% revelaram sentir dores no corpo.

“Os principais sintomas são dor de cabeça, febre, tosse e dor no corpo. É um conjunto de principais sintomas e que estão presentes no que a gente chama de síndrome gripal. Mas tem um outro sintoma que a gente pode destacar e que se diferencia, que são as mudanças no olfato e no paladar.“ esclarece o médico da Rede Nacional de Médicas e Médicos Populares, Aristóteles Cardona.

A Organização Mundial de Saúde elucida que os pacientes assintomáticos ainda podem transmitir a covid-19. Segundo Aristóteles, os primeiros sintomas estão ligados ao sistema de entrada do vírus no corpo do paciente.
“É importante a gente ressaltar isso, o assunto entrou até na política, mas não é só uma gripezinha. Os primeiros sintomas vão estar relacionados a essa invasão do sistema respiratório, mas há outros sintomas menos comuns”, destaca.

Fonte: Brasil de Fato
Foto: Agênciapreview/Arquivo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *