Fiocruz vai produzir um milhão de doses diárias contra a covid-19

A instituição prevê a produção total de 3,8 milhões de doses até o final de março para imunizar a população contra a doença 9 de março de 2021 Gabriela Souza

Nesta segunda-feira (08/03), a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) divulgou que prevê a produção de um milhão de doses diárias da vacina contra a covid-19 até o final de março. O anúncio da produção em grande escala aconteceu durante a visita técnica do ministro da saúde, Eduardo Pazuello.

No encontro, representantes da Fiocruz disseram que devem entregar o total de 3,8 milhões de doses de vacina no mês de março. No último domingo (07/03), a produção de lotes de pré-validação e validação foram concluídas com testes de consistência e estabilidade esperados. Para que esses lotes sejam incorporados ao Programa Nacional de Imunização (PNI), é necessária a aprovação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Ainda nesta segunda-feira, foram enviados para a Anvisa, os documentos para obtenção do registro definitivo da vacina produzida em parceria com a biofarmacêutica AstraZeneca e desenvolvida pela Universidade de Oxford.

“A primeira linha em funcionamento hoje está produzindo cerca de 300 mil doses por dia. Ainda esta semana, caso a produção ocorra dentro do previsto, uma segunda linha de produção deverá entrar em operação para aumentar a capacidade produtiva. A expectativa é chegar até o final de março, com as duas linhas em funcionamento, com uma produção de cerca de um milhão de doses por dia”, informa a nota publicada no site da Fiocruz.

De acordo com a fundação, as vacinas precisam passar por dois testes de controle de qualidade para verificar a estabilidade e esterilidade. Esses testes duram de 15 a 20 dias, assim sendo, as doses que serão produzidas esta semana, só poderão ser liberadas em até 20 dias, a depender dos resultados dos testes. Na atual situação de produção, até o dia 31 de março, serão consideradas aptas apenas as vacinas produzidas 15 dias antes. Todas as outras vacinas feitas em março serão distribuídas em abril, e a partir desse mês, vai haver um fluxo contínuo na produção das doses e entrega dos imunizantes produzidos duas semanas antes.

Fontes: Agência Brasil / Portal Fiocruz
Foto: Agência Brasil

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *