Estudantes baianos vão receber apoio econômico para permanecer na escola

E o governo estadual ainda encaminhou um projeto de Lei à Alba para que as 300 mil famílias carentes recebam um auxílio durante a pandemia 15 de março de 2021 Denilson Soares

Em 2021, os estudantes da rede estadual de ensino terão dois programas de apoio financeiro para permanecerem na escola durante a pandemia da covid-19. O auxílio alimentação será pago a partir de 23 de março e o programa Mais Estudo fará seleção de bolsistas entre 15 e 26 deste mês.

O anúncio dos programas foi nesta segunda-feira (15/03),  pelo  governador da Bahia, Rui Costa (PT), na Aula Magna da volta às aulas da rede estadual de ensino. 

“Sei que as famílias passam dificuldade em todo o estado. Dia 23 vai estar depositado o auxílio-alimentação na sua conta para quem tem aquele cartão dado no ano passado”, disse o governador.

Já o  programa “Mais estudo”, mencionado pelo governador, irá contratar monitores para auxiliar a turma no ano letivo e vai pagar  uma bolsa-auxílio de R$100,00. Serão cerca de 52 mil monitores escolares selecionados.

“Dois alunos por turma vão receber bolsa todo mês, inclusive agora em março. Mesmo na aula remota, o aluno pode auxiliar, fazer grupo de WhatsApp. Todas as escolas autorizadas a contratar provedor local acima de 100 megas, para garantir inclusive que, se o monitor escolar não tiver internet em casa, ele pode ir na escola usar o Wi-fi para capacitar os alunos, nos grupos de WhatsApp, Zoom”, explicou o governador.

No programa “Mais estudo”, o estudante não precisará ir à escola. Serão selecionados os estudantes do 8º e 9º ano do Ensino Fundamental e da 1ª a 4ª séries do Ensino Médio e da Educação Profissional, que estejam regularmente matriculados na unidade escolar em que irá realizar a monitoria, tendo obtido aproveitamento com média final igual ou maior a oito (8,0), no ano letivo ou no trimestre anterior. Se na instituição de ensino não tiver alunos com a média 8,0 ou maior, serão escolhidos os alunos com média a partir de 7,0.

Além do auxílio-alimentação para os estudantes das redes estaduais e a monitoria do programa “Mais estudo”, Rui Costa anunciou um projeto de lei que vem para um auxílio às famílias de baixa renda. O projeto será enviado para aprovação na Assembleia Legislativa da Bahia (Alba) e se aprovado irá auxiliar 300 mil famílias, que estão passando por dificuldades na pandemia.

“Esse orçamento não estava previsto. Estamos tendo que remanejar orçamento para dar esse apoio, esse suporte. Isso tudo ajuda, com absoluta certeza, a dar o mínimo de dignidade para as pessoas estudarem”, disse o governador. Para melhor planejar o orçamento do projeto de lei, Rui Costa irá se reunir com o secretário estadual da Fazenda (Sefaz), Manoel Vitório.

Fonte: Correio

Foto: Secretaria de Educação da Bahia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *