Festival Cine em Transe está com inscrições abertas para o Sudoeste da Bahia

Estudantes, diretores e produtores independentes do Sudoeste baiano podem inscrever filmes de curta-metragem até 5 de março 24 de fevereiro de 2021 Denilson Soares

Estão abertas, até o dia 5 de março, as inscrições para o Festival Cine Transe. O concurso é destinado a estudantes de ensino médio, universitários, diretores e produtores residentes na região Sudoeste da Bahia. Em sua primeira edição, o festival acontecerá entre os dias 1° e 10 de abril, será totalmente online e também transmitido pelas emissoras de televisão parceiras.

Até 15 de março, serão selecionados 30 filmes curta-metragem, de no máximo 25 minutos de duração. Documentários, ficções, experimentais ou animações, realizados entre janeiro de 2016 e março de 2021, podem concorrer ao espaço no festival.

As produções estão distribuídas em três categorias: cinema estudantil, cinema universitário e cinema independente.

Na categoria estudantil, podem concorrer filmes feitos por estudantes do ensino médio da região Sudoeste baiana. Já na categoria cinema universitário, as produções devem ter sido realizadas durante a graduação em qualquer curso, desde que o candidato esteja devidamente matriculado a partir de 2016.

Na última categoria, a de cinema independente, os filmes deverão ser, obrigatoriamente, de diretores ou produtores. Eles precisam comprovar a vinculação com a região Sudoeste da Bahia durante o período de produção do filme.

Além da exibição dos curtas, o Festival Cine Transe irá promover oficinas para o público em geral e premiar as produções selecionadas.

Os interessados podem se inscrever gratuitamente através de um formulário online disponível no perfil do festival (@cineemtranse).

O 1° Festival Cine em Transe tem apoio financeiro do Estado da Bahia, através da Secretaria de Cultura e da Fundação Cultural do Estado da Bahia (Programa Aldir Blanc Bahia) via Lei Aldir Blanc.

O evento também conta com a parceria da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (Uesb), por meio do Programa Janela Indiscreta Cinema e Audiovisual, do Curso de Cinema e Audiovisual e do  Sistema Uesb de Rádio e Televisão Educativas, além da TV Kirimurê.

Fonte: @cineemtranse

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *