Fiocruz cria manual com orientações para o retorno às aulas nas escolas

O compêndio traz informações acerca de questões sanitárias, maneiras de transmissão da covid-19 e a necessidade de práticas de biossegurança para proporcionar saúde e prevenir a doença nas escolas 27 de julho de 2020 Janaína Borges

A Fiocruz, Fundação Oswaldo Cruz, desenvolveu um manual sobre a biossegurança para a reabertura das escolas com a realidade da covid-19.A pesquisa para o desenvolvimento do material foi realizada pela Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio da Fiocruz.

O texto traz informações acerca de questões sanitárias e maneiras de transmissão da doença. Também enfatiza a necessidade de implementação de práticas de biossegurança eficazes que contribuam para proporcionar saúde e prevenir a doença nas escolas.

Segundo a coordenadora-geral de Ensino Técnico da Escola, Ingrid D’avilla, o manual poderá colaborar para a tomada de decisão dos gestores, trabalhadores e comunidade das instituições de ensino.

“Sua importância reside tanto na possibilidade de incentivar mudanças nas estruturas das escolas, sobretudo, naquelas em que historicamente houve naturalização de péssimas condições; como também na decisão de que, além do contexto epidemiológico local, ter ou não ter capacidade de implementar determinadas ações deve ser um impeditivo ético para a reabertura de escolas”, destaca.

O manual está organizado em quatro partes: sobre a covid-19, a organização da escola para a reformada de atividades de ensino presenciais, orientações gerais para o deslocamento até a instituição e conselhos para a saúde do trabalhador.

“Embora esse manual se refira às escolas de modo geral, é importante reconhecer que as discussões não contemplam aspectos específicos dos diferentes níveis e modalidades educacionais. Sendo assim, optou-se, portanto, por um recorte mais transversal”, esclarece Ingrid.

Fonte: Fiocruz
Foto: Paula Fróes/GOVBA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *