Governo estadual e de Conquista mantêm horários diferentes no toque de recolher

Eventos e atividades que promovam aglomerações continuam suspensos 8 de junho de 2021 Catarine Ferraz

O governo da Bahia prorrogou, nesta terça-feira (08/06), o toque de recolher das 21h às 5h, em todo o estado, até 15 de junho. Em cidades como Vitória da Conquista, onde a  taxa de ocupação dos leitos de UTI Covid  tem superado os  75% por mais de cinco dias, o horário limite de fechamento é 20h. No entanto, a Prefeitura manteve a abertura até 21h.

Em Conquista, a Prefeitura também prorrogou, desde segunda-feira (07/06),  por mais sete dias as atuais medidas para evitar o contágio da covid-19. De acordo com o decreto, os horários de funcionamento dos shopping centers são 10h às 21h, e do comércio e serviços em geral, de segunda a sexta-feira, foi mantido o horário das 8h às 18h, e, no sábado, das 8h às 12h. Os bares e restaurantes continuam com seu funcionamento desde que cumpram os protocolos sanitários vigentes.

As restrições do governo estadual também são válidas para a venda de bebidas alcoólicas durante o fim de semana em quaisquer estabelecimentos, incluindo por delivery, durante o período das 18h do dia 11 de junho até as 5h do dia 14. 

A realização de eventos e atividades que envolvam aglomeração, como shows e festas, continua suspensa em todo o estado. Cerimônias científicas e profissionais podem ocorrer com a quantidade máxima de 50 pessoas, enquanto celebrações religiosas só devem ocorrer com a lotação máxima de 25% da extensão do local. 

As academias podem funcionar mediante a ocupação máxima de 50% do local, e a prática de atividades esportivas em grupo continuam proibidas, sendo permitidas somente as praticadas individualmente. 

Nos municípios em que a taxa de ocupação dos leitos de UTI Covid se manter inferior ou igual a 75% por cinco dias ou mais, as restrições são mais flexíveis. Nesses locais, o toque de recolher será válido das 22h às 5h, e a venda de bebidas alcoólicas durante será liberada no fim de semana. Além disso, são permitidas as aulas semipresenciais nas instituições públicas e privadas de ensino, desde que a ocupação máxima seja de 50% da capacidade das salas de aula e que das normas sanitárias estipuladas sejam atendidas.

De acordo o Boletim Epidemiológico municipal publicado nesta terça (08/06), são 30.019 casos confirmados de covid, dos quais 28.331 se recuperaram, 499 vieram a óbito, 551 pacientes estão em recuperação e a taxa de ocupação das UTIs é de 95,7%. Na Bahia, são 1.041.351 diagnosticados com a doença desde o início da pandemia, ao todo, com 12.270 casos ativos e 21.939 mortos. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *