MPT abre inquérito para investigar morte de trabalhador em fábrica de Conquista

O objetivo da investigação é reunir informações sobre possíveis falhas que tenham provocado o acidente 5 de fevereiro de 2021 Gabriela Oliveira

O Ministério Público do Trabalho (MPT) da Bahia abriu inquérito civil para apurar as responsabilidades trabalhistas pelo acidente que ocasionou a morte de um trabalhador, na última terça-feira (02/02), na filial do Grupo Dass, em Vitória da Conquista.

A vítima identificada como Dorvalino de Castro Filho, 60 anos, natural de Nova Petrópolis, Rio Grande do Sul, havia sido contratado como prestador serviço terceirizado pela empresa Castro e Filho. O acidente aconteceu enquanto a equipe fazia a instalação de uma estrutura metálica em um telhado, quando uma treliça se desprendeu e atingiu de forma mortal o trabalhador.

A investigação do MPT/Ba pretende que identificar possíveis falhas que tenham provocado o acidente. Os responsáveis do Grupo Dass e da Castro e Filho serão chamados para prestar esclarecimentos. Todo o caso de acidente do trabalho, que como este resultou em morte, é convertido em inquéritos pelo MPT, que é analisado pelo procurador designado para presidir o inquérito.

Sendo assim, órgãos de fiscalização, como Departamento de Polícia Técnica, Corpo de Bombeiros e a Superintendência Regional do Trabalho da Bahia (SRT-BA), serão notificados por meio de ofícios.

Os auditores-fiscais do trabalho da SRT-Ba deverão dar conclusão ao inquérito, dando o laudo que irá apontar as falhas nas normas de segurança que levaram à tragédia. A partir daí, o MPT deverá buscar a reparação dos danos através de ajuste de conduta ou uma ação judicial.

Foto: Grupo Dass

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *