Rui Costa diz que Bahia vai exigir certificado de vacina da covid-19 para acesso a locais públicos

No entanto, ele não esclareceu quando a medida entrará em vigor e nem como será implementada 13 de setembro de 2021 Carolina Lapa

Nesta segunda-feira (13), o governador da Bahia, Rui Costa, publicou na rede social Twitter, que o estado exigiu um tipo de “passaporte da vacina”, um certificado de vacinação contra a covid-19, para pessoas terem acesso a locais públicos. No entanto, ele não esclareceu quando a medida entrará em vigor e nem como será implementada.

“Nós vamos exigir o chamado passaporte da vacina para o acesso a locais públicos. Esta medida não foi tomada ainda porque quem tem menos de 40 anos ainda não tomou a segunda dose. Queremos acelerar a vacinação para que as flexibilização sejam feitas, mas com o devido cuidado”, disse Rui Costa no Twitter.

Em São Paulo, já existe a exigência de um certificado de vacinação, que é disponibilizado por aplicativo para entrada em eventos, como shows, feiras e congressos, com 500 pessoas ou mais. A medida está em vigor desde o dia 1º de setembro e é opcional para bares, restaurantes, shoppings e comércio em geral. O Rio de Janeiro também anunciou, no fim de agosto, medida semelhante: um certificado de comprovação vacinal para acessar locais fechados, como cinemas, clubes e academias, que deve entrar em vigor a partir desta quarta-feira (15).

A Bahia já conta com mais de 80% da população com 18 anos ou mais que já recebeu a primeira dose ou dose única da vacina contra a covid-19. No dia primeiro de setembro, o vacinômetro do Estado registrou 8.671.555 de pessoas que receberam a primeira aplicação e outras 254.964 que foram imunizadas com a vacina de dose única. Somados, os números representam 80,51% da população baiana adulta, estimada em 11.087.169.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *