Governador Rui Costa defende aprovação de mais vacinas contra a covid-19

A fabricante alemã Pfizer conseguirá imunizar o total de 20% da população mundial, número expressivo, mas muito abaixo do necessário 3 de outubro de 2020 Alexya Leite

Serão necessárias a aprovação de duas ou mais vacinas para a imunização em massa, defendeu o governador da Bahia, Rui Costa (PT), nesta segunda-feira (28/09). Segundo el, a disponibilidade da vacina para somente 20% da população mundial em 2021 só será possível após produção da fabricante alemã Pfizer.

Em Salvador, a fase 3 dos testes clínicos é feita pela Pfizer em parceria com a empresa BioNTech. A cooperação estima a produção de 1.2 bilhão de doses caso seja comprovada a eficácia.

A fabricação da vacina não será disponibilizada a todos rapidamente. Em declaração feita durante visitação de obras na capital baiana, Rui disse “a população mundial é em torno de 7 bilhões, ou seja, nós vacinaríamos aí em torno de 20% da população se tivermos uma vacina. Se tivermos uma segunda vacina, pode ser que possamos projetar aí 40% da população mundial vacinada”.

Para ele, a aprovação de mais vacinas é a única chance de imunizar toda a população mundial em 2021. “Espero que tenhamos, paralelamente, três, quatro vacinas sendo certificadas, autorizadas, e, com isso, teríamos uma chance de ainda em 2021 conseguir vacinar toda a população”, completou.

A última fase dos testes clínicos da fabricante Pfizer na Bahia está prevista para o mês de novembro, estágio em que a vacina terá resultados e a segurança avaliados.

Foto: Secom/BA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *