Justiça determina acolhimento aos profissionais de saúde de Itabuna

7 de junho de 2020 Janaína Borges

O juiz da 1ª Vara Fazenda Pública, Ulysses Maynard Salgado, determinou que a Prefeitura de Itabuna, cidade situada a 240 km de Vitória da Conquista, realize o acolhimento adequado aos profissionais da área da saúde residentes na cidade e que optarem pelo isolamento, independente de estar infectados ou não pelo coronavírus. A hospedagem deverá ser feita em prédios públicos ou em outra localidade adequada. Em caso de descumprimento da ordem judicial, a multa será de R$1.000,00 ao dia.

A liminar concedida pelo juiz ao Ministério Público Estadual saiu, nesta quarta-feira (03/06). De acordo com a decisão, a acolhida dos profissionais está prevista como medida de proteção da saúde pública no Plano Municipal de Contingência contra o novo coronavírus. Na ação, o magistrado também chamou a atenção para a alta taxa de contaminação dos profissionais de saúde do município que, entre os dias 4 e 26 de maio, subiu de 109 casos confirmados para 209, e ainda apontou que o Colégio CISO está sendo disponibilizado atualmente para acolher os pacientes da covid-19 e que poderia ser ajustado para acomodar também os profissionais da saúde.

Segundo a Secretaria de Saúde do município, até 6 de junho, Itabuna tinha 1.083 casos confirmados da covid-19 e 46 mortes.

Foto: Tribunal de Justiça da Bahia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *