Até metade da população pode ter problemas psicológicos durante a pandemia

Segundo estudiosos da FioCruz, o período de quarentena pode desencadear um estado permanente de ansiedade e gerar insônia 26 de junho de 2020 Leila Costa

Uma pesquisa da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) estima que um terço até metade da população pode sofrer algum transtorno psicológico durante a pandemia da covid-19, caso não tenha acesso aos cuidados necessários. O dado está na cartilha “Saúde Mental e Atenção Psicossocial na Pandemia covid -19″ desenvolvida pela instituição.

Os pesquisadores destacam que o período de quarentena pode desencadear um estado permanente de ansiedade e gerar insônia. O psicoterapeuta, filósofo e escritor, Carlos Florêncio, explica que a pandemia forma o cenário adequado para o desenvolvimento de casos de depressão.

“No momento presente, as referências de segurança e de liberdade foram nos tiradas, porque não podemos ir para a rua, porque estamos aprisionados sem termos cometido nenhum tipo de crime. O dinheiro está acabando. Então, essa série de pensamentos negativos forma um cenário fantástico para desenvolver o mal estar”, afirmou o psicoterapeuta.

Para o professor-pesquisador Dênis Petuco, da Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio, as consequências do atual período de pandemia podem afetar também as pessoas que não possuem histórico de doenças psicológicas.

“A gente tem, por exemplo, os efeitos na população comum, que não tem nenhum tipo de transtorno mental de base. É uma situação extremamente nova. Para as pessoas que gostam de estar na rua, socializando, encontrando amigos, é uma situação angustiante ficar em casa”, disse o professor.

Petuco esclarece também que para as pessoas que já possuem algum transtorno psíquico, a situação de isolamento pode ser ainda mais difícil . “Pessoas que têm quadros mais graves de ansiedade, isso pode se agravar. Pessoas que já têm um quadro depressivo e pessoas que fazem uso prejudicial de álcool e drogas, este é um período que também pode agravar a situação.”

Uesb e UFBA oferecem atendimento psicológico online 

Em Vitória da Conquista, é possível realizar sessões de terapia virtual por meio do projeto do curso de Psicologia da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (Uesb), chamado “Psicologia em link: Viralize o cuidar de si”. O grupo oferece atendimentos psicológicos gratuitos de segunda a sexta-feira. A Universidade Federal da Bahia (UFBA) também oferece o serviço por meio do “Plantão Psicológico UFBA”. As sessões do projeto são destinadas aos profissionais de saúde.

Fonte: Agência Senado/Agência Fiocruz

Foto de capa: Reprodução/Internet

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *