CoronaVac é eficaz contra variante da covid-19 descoberta em Manaus

Ação do imunizante foi comprovada em estudo realizado com 67,7 mil profissionais de saúde 7 de abril de 2021 Colaboração: Mariana Lacerda

Pesquisa divulgada nesta quarta-feira (07/04) aponta que a vacina CoronaVac é 50% eficiente contra a variante P.1 da covid-19, conhecida como variante brasileira por ter surgido em Manaus. O estudo, com 67.718 trabalhadores da área de saúde da capital do Amazonas, aponta que a prevenção à doença acontece 14 dias após a aplicação da primeira dose do imunizante. 

De acordo com o relatório preliminar do estudo, os resultados já são encorajadores porque a CoronaVac, fabricada pelo Instituto Butantan e pela farmacêutica chinesa Sinovac, “continua sendo efetiva na redução do risco de doença sintomática em um cenário com > (maior que) 50% de prevalência da P.1”. A expectativa do Instituto Butantan é de que com a segunda dose, o percentual de eficácia seja ainda maior. 

A resposta imune mais abrangente pode ser explicada pela composição da CoronaVac, produzida a partir de todas as partes do vírus inativadas. A formulação é diferente das vacinas que utilizam uma parte da proteína Spike, que é utilizada pelo coronavírus para infectar as células, como a Astrazeneca/Oxford.

O grupo Vebra Covid-19, que é responsável pela análise, é formado por pesquisadores de instituições nacionais e internacionais, secretarias estaduais de Saúde do Amazonas e de São Paulo e secretarias municipais de Saúde de Manaus e São Paulo, apoiado pela Organização Pan-Americana de Saúde (Opas). A pesquisa continua nas próximas semanas para avaliar a efetividade após a aplicação da segunda dose.

Fonte: Agência Brasil
Imagem: Instituto Butantan

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *