Prazo de inscrições para o Enem 2020 termina nesta quarta-feira

O valor da inscrição deverá ser pago até quinta-feira, 28 de maio, com exceção dos alunos da rede pública que têm direito à isenção automática 27 de maio de 2020 Valéria Marina

O prazo para as inscrições no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) termina nesta quarta-feira (27/05). Os estudantes de escolas particulares devem pagar uma taxa de R$ 85,00 até amanhã (28/05), enquanto os alunos de instituições de ensino públicas, que puderem comprovar a falta de renda e se encaixarem nos perfis previstos no edital, terão direito à isenção automática.

Na edição 2020 do Enem, é obrigatória a inclusão de uma foto do aluno no processo de inscrição. O objetivo é facilitar a identificação do estudante no momento da prova. A imagem deve ser atual, colorida, nítida, com fundo branco e mostrar o rosto inteiro do participante.

Não serão aceitas fotografias com óculos escuros, boné, chapéu, viseira, toucas, ou seja, nenhum tipo de acessório que possa dificultar a identificação. O formato indicado para o envio da foto é PNG ou JPEG com tamanho máximo de 2 MB.

O exame ainda não tem as novas datas definidas. O Ministério da Educação (MEC) anunciou que será realizada uma enquete, no final do mês de junho, para que os participantes escolham o período para a aplicação das provas.

Adiamento 

Na última terça-feira (19/05), um Projeto de Lei que prevê o adiamento do Enem de 30 à 60 dias após as datas inicialmente estabelecidas (1º e 8 de novembro) foi aprovado no Senado, onde teve 75 votos a favor e 1 contra do senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ). Segundo a autora do PL 1.277/2020, a senadora Daniella Ribeiro (PP- PB), muitos alunos não conseguem estudar em casa e não tem condições de pagar por uma plataforma de Ensino à Distância (EAD).

Em nota, o Ministério da Educação (MEC) anunciou, no dia 20 de maio, o adiamento do Enem 2020. “Atentos às demandas da sociedade e às manifestações do Poder Legislativo em função do impacto da pandemia do coronavírus […], o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) e o Ministério da Educação (MEC) decidiram pelo adiamento da aplicação do exame nas versões impressa e digital”, diz um trecho do documento.

Foto de capa: Reprodução/Internet

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *