14 de novembro de 2020

Confira 10 dicas para não cair em Fake news na reta final das eleições

O termo é usado desde o final do século XIX, porém em 2016 passou a ser mais utilizado durante a eleição presidencial dos Estados Unidos

As fake news são notícias falsas que tem o objetivo de criar boatos ou reforçar um determinado pensamento. O termo é usado desde o final do século XIX, porém em 2016 passou a ser mais utilizado durante a eleição presidencial dos Estados Unidos. Empresas foram formadas com o objetivo de divulgação desse conteúdo, o Departamento de Justiça Americano denunciou três agências russas com a justificativa que elas teriam espalhado informações na internet e também que influenciaram as eleições norte-americanas de 2016.

 Além disso, esse processo foi potencializado com o maior acesso das pessoas às redes sociais, principalmente nos aplicativos de mensagens como o Whatsapp. Essas notícias fazem um apelo emocional para persuadir o público com fatos chocantes, exageros, dentre outros. Confira algumas dicas para não cair em fake news nesta eleição de 2020.

1 –  Desconfie de informações compartilhados por amigos e familiares

Apesar do amor e confiança que temos em nossos amigos e familiares, quando se trata de fake news, todos podem cair. Eles podem estar desinformados e, por isso, é melhor evitar de confiar em links que receber no WhatsApp ou mesmo no Facebook. O correto, é realizar todas as dicas acima para conferir a veracidade da informação. Caso seja falsa, informe essa pessoa para ela não continuar espalhando tal notícia.

2- Não compartilhe uma notícia somente pelo título

Recebemos algumas informações com títulos impactantes que chamam a atenção. Na pressa de compartilhar com amigos, muitas pessoas não leem o texto. É fundamental fazer a leitura de todo conteúdo escrito para garantir a veracidade da informação. Além disso, confirmar se o título é realmente do que se trata o texto ou, também, se é um título sensacionalista. Desconfie de títulos exagerados.

3-  Olhe a data de publicação

É comum disseminarem notícias, vídeos ou até mesmo fotos antigas, que apesar de verdadeiras, usam com o intuito de difamar alguém e gerar a desinformação. Então, sempre confirme a data do que lhe foi enviado. 

4 –  Busque a fonte

É essencial você descobrir a fonte de uma informação ou notícia que recebe. Se ela não aparecer ou for desconhecida, desconfie. Busque o mesmo assunto em grandes portais de notícias ou procure as referências utilizadas pelo autor.

5 – Leia toda a matéria

Por mais que você veja o título e já queira compartilhar direto com os amigos e familiares, uma leitura atenta pode te ajudar a identificar se as informações contidas no corpo do texto ou no título condizem com a realidade. Dessa forma você consegue sentir mais segurança para compartilhar a matéria ou apenas descartá-la e informar que esta não é verdadeira.

6 – Veja se há erros gramaticais

Normalmente, veículos sérios valorizam uma escrita correta e dentro da norma padrão. Claro, isso não significa que eles não cometem erro, porém, matérias com erros gramaticais esdrúxulos ou em situações simples merecem uma atenção redobrada. O mais comum é que isso seja um indício de que você não deve compartilhar a notícia de cara, mas fazer mais checagens

7 –  Confira se o processo já foi concluído

Algumas notícias estão ligadas à decisões do Senado, da Prefeitura ou demais instâncias políticas ou judiciais, por esse motivo é tão importante averiguar se o processo já foi concluído. O título não costuma revelar se aquela era a primeira instância ou etapa do processo, então ler a matéria e buscar dados do processo te ajudarão a não compartilhar notícias falsas, incompletas ou deturpadas.

8 – De olho na qualidade gráfica

Muitas vezes as informações chegam em imagens ou utilizando-se delas para oferecer um embasamento. Observando a qualidade gráfica é possível ter boas pistas sobre a veracidade da informação, uma vez que tudo aquilo que for compartilhado por veículos oficiais terá uma atenção especial à imagens, logo e disposição das informações. Treinar esse olhar é difícil, mas muito útil quando o assunto é fake news!

9 –  Confira em outros sites

Averiguar em outros veículos de notícias se algum deles já publicou uma matéria relacionada ao assunto que você viu anteriormente é um passo essencial. Verificar em outros sites também ajuda a ter uma visão mais ampla e menos unilateral sobre a questão, o que te permite compreender a notícia de forma clara.

10 – Utilize sites de checagem

Jornais e outros veículos criaram agências de checagem de fatos, também conhecidas como fact checking. Elas são responsáveis por checar e informar a veracidade ou não de notícias com grande circulação nas redes sociais e, também, notícias ditas por personalidades ou líderes políticos. Entre os sites mais conhecidos estão: Agência Lupa (criada pela revista Piauí); Truco (Criado pela Agência Pública); Boatos.org (criado por Edgard Matsuki).

As eleições municipais de 2020, o primeiro turno acontece no próximo domingo (15/11), o horário de votação é preferencial para pessoas acima de 60 anos das 7h até 10h e das 10h às 17h, a votação será aberta para o público em geral. Em cidades com mais de 200 mil habitantes há a possibilidade de segundo turno, que tem data para ser realizado no dia 29 de novembro. Para votar, é obrigatório o uso de máscara e qualquer documento com foto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *