Reinaldo Azevedo, da Folha de S.Paulo, faz críticas a Herzem Gusmão por ter defendido tratamento precoce da covid-19

O jornalista criticou um vídeo em que o prefeito de Conquista defendia o kit de medicamentos não recomendados para tratar a doença. 20 de março de 2021 Mariana Oliveira

A notícia da morte do prefeito de Conquista Herzem Gusmão ganhou destaque nacional. Na tarde deste sábado (20/03), o colunista do jornal Folha de S. Paulo, Reinaldo Azevedo, postou em seu perfil do Twitter um vídeo de Herzem publicado no dia 23 de julho de 2020, no Instagram, em que o prefeito defendia o uso do tratamento precoce para a covid-19.

Na publicação, o jornalista critica a atitude de Herzem, que morreu em decorrência de complicações da covid-19 na última quinta-feira (18/03). Reinaldo ressaltou que o prefeito faleceu longe de sua terra natal, no Hospital Sírio Libanês em São Paulo, enquanto a população mais pobre morreu sem tratamento hospitalar, acreditando no chamado “kit covid”. Esse tratamento tem entre os medicamentos a hidroxicloroquina, azitromicina e ivermectina, todos sem comprovação científica de existência de eficácia contra a covid-19, segundo já publicou a Organização Mundial de Saúde (OMS).

“O vídeo abaixo é triste. Herzem Gusmão, então prefeito de Vitória da Conquista (BA), contrário a distanciamento social, orgulha-se de ter conseguido em Brasília kits do tratamento precoce. Conta inverdades ao afirmar q já salvaram milhares de vidas. Ainda q se usasse a coisa como experimento, jamais poderia ter sido visto como alternativa a distanciamento. […] Morrem os q fazem escolhas certas e erradas. O vírus é amoral. Lamento adicionalmente q a versão q ele ajudou a espalhar responda ñ só por sua morte, mas tbem pela de milhares de enganados”, aponta a publicação de Azevedo. 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *