7 de maio de 2020

#FALSO| Governo Federal não irá distribuir Aluguel Social durante a pandemia da covid-19

A informação circula no WhatsApp acompanhada de um link criado para roubar dados de usuários na internet

Circula nos grupos de WhatsApp a informação de que famílias que tiveram a sua renda afetada pela crise do novo coronavírus podem solicitar o benefício do Governo Federal chamado Aluguel Social.

A mensagem é acompanhada de um link para que o usuário realize o suposto cadastro no programa. Ao acessar a página, o internauta deve fornecer dados pessoais e, ao finalizar essa etapa, compartilhar o link por meio do aplicativo WhatsApp com até cinco pessoas da sua lista de contatos.

Para verificar a autenticidade do site, a equipe do Xereta consultou o professor e coordenador do curso de Ciências da Computação da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (Uesb), Hélio Lopes.

O primeiro sinal de que a mensagem é um golpe para roubar dados de usuários na internet é a estrutura do próprio link. Todos os sites de auxílios vinculados ao Governo Federal utilizam a extensão .gov.br. A URL da página do suposto Aluguel Social termina em .com.

O professor Hélio Lopes fez uma análise do link que circula pelo WhatsApp. “Esse domínio foi criado no dia 6 de maio, às 18h, e se trata de uma página abusiva. O principal objetivo dela é capturar dados que possam ser usados para ações fraudulentas”, explicou.

Teste 

Após a confirmação da irregularidade do site, a equipe do Xereta realizou ainda um teste no cadastro do suposto auxílio. Na seção de dados pessoais, que solicita apenas o nome completo, a cidade e o estado de residência, inserimos um nome fictício. Repetimos o processo duas vezes com os mesmos dados e, em cada uma das tentativas, a mesma pessoa teria direito a valores diferentes.

Em seguida, o solicitante deveria compartilhar o link com seus contatos. Nossa equipe não compartilhou. O cadastro foi finalizado e, na página seguinte, surgiu o aviso de que a página não estava mais funcionando. Portanto, ao fim do processo, não foi possível receber nenhuma informação sobre a retirada desse auxílio.

O professor Hélio Lopes encontrou um telefone disponível na página. A nossa equipe ligou para o contato, mas foi informada de que o número não existe.

Aluguel Social

Após pesquisa da equipe do Xereta, foi possível identificar que alguns estados e municípios brasileiros distribuem o Aluguel Social ou benefícios similares para famílias de baixa renda.

A Prefeitura de Salvador, por exemplo, oferece o Auxílio Moradia para pessoas que tenham sofrido perdas de imóveis por conta de calamidades públicas como alagamentos, enchentes e incêndios.

Na página do Ministério Público do Paraná também existe uma seção sobre o Aluguel Social, valor entregue à famílias pobres em caráter de urgência. O órgão aponta a Lei Federal nº 8.742/93, que estabelece a possibilidade de criação desses benefícios em casos de emergência e calamidade pública.

Porém, durante a pandemia da covid-19, não foi iniciado o cadastro para o Aluguel Social, apenas o Auxílio Emergencial de R$600,00 foi aprovado pelo Governo Federal.

Portanto, a mensagem seguida do link para cadastro no Aluguel Social recebe o selo de FALSO do Xereta. Não há registro da distribuição do auxílio durante esse período de crise sanitária em páginas dos órgãos oficiais ou até mesmo em veículos de comunicação de credibilidade.

Além disso, a pesquisa realizada, nesta checagem, identificou que a página tem por objetivo roubar dados na internet.

Caso os leitores do Avoador recebam o link no WhatsApp, é possível verificar as informações sobre a página abusiva por meio desse site, sugerido pelo professor de Computação.

 

3 respostas para “#FALSO| Governo Federal não irá distribuir Aluguel Social durante a pandemia da covid-19”

  1. Parabéns. Em cada nova inscrição dá valores diferentes. Além do mais, até os 600,00 divulgado mundialmente está difícil, imagine aluguel até 2000,00?

  2. Recebi esse link com as mesmas características pautadas por vocês,sou domiciliado em Fortaleza https://cadastrar.beneficio-social.com, o que difere é o texto inícial do link

  3. Maria das Marcês Batista Do Bonfim disse:

    Será que roubarem meus dados misericórdia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *