CoronaVac e vacina da Oxford são eficazes contra a variante brasileira

Além da variante brasileira a CaronaVac também é eficaz contra as cepas britânica e  sul-africana 10 de março de 2021 Denilson Soares

Estudos preliminares comprovaram que as vacinas CoronaVac, desenvolvida pelo laboratório Chinês Sinovac, e a de Oxford, uma parceria da Fiocruz com o laboratório AstraZeneca, são eficazes contra a cepa do coronavírus que surgiu em Manaus,  a B.1.1.28.

Os estudos com CoronaVac foram conduzidos pelo Instituto Butantã, que também é responsável pelo envasamento  dela no Brasil. Para realizar os testes, os cientistas usaram o sangue retirado de pessoas vacinadas com a CoronaVac, expondo esse sangue à variante de Manaus, e os resultados preliminares indicam que o imunizante foi eficaz contra a cepa.

Já os estudos da vacina de Oxford,realizados pelo instituto Fiocruz e a Universidade de Oxford, também comprovaram a eficácia da vacina contra a cepa surgida na região na capital do Amazonas. Testes e resultados foram comprovados, segundo o diretor de Bio-Manguinhos, Maurício Zuma, que dirige a unidade da Fiocruz, produtora de imunobiológicos.

Os testes também ratificam que a CoronaVac é eficaz contra as cepas britânica (B.1.1.7) e a sul-africana (B.1.351). Em circulação no Brasil, nada ainda foi divulgado sobre a eficácia da vacina de Oxford sobre essas outras duas cepas.

A variante do coronavírus conhecida como P1 e originada em Manaus é apontada pelos cientistas como a mais transmissível, superando  cepas anteriores do coronavírus e, por isso, é vista como um dos fatores que levaram ao avanço da segunda onda da pandemia de covid-19 no Brasil nas últimas semanas.

Já foram entregues pelo Butantã 16,1 milhões de doses da CoronaVac ao Programa Nacional de Imunização (PNI) do Ministério da Saúde, sendo a vacina aplicada em duas doses. Além das doses da CoronaVac, o PNI conta atualmente com 4 milhões de doses importadas prontas da Índia da vacina da Oxford.

Fonte: Uol

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *