O médico Marcelo Queiroga assume o Ministério da Saúde

Queiroga foi anunciado depois de especulações sobre saída de Pazuello 15 de março de 2021 Gabriela Souza

O presidente da Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC), Marcelo Queiroga, aceitou o convite do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e é o novo ministro da saúde, depois da saída de Eduardo Pazuello. O anúncio ocorreu na tarde desta segunda-feira (15/03) depois de uma reunião de três horas no Palácio do Planalto entre Queiroga e Bolsonaro.

Segundo Bolsonaro, a nomeação será publicada amanhã (16/03), no Diário Oficial da União (DOU), e o período de transição entre os ministros será de cerca de duas semanas. O presidente elogiou Eduardo Pazuello na gestão do Ministério da Saúde, mas que pela formação em medicina, Queiroga é “muito mais entendido”. O nome do cardiologista foi anunciado na porta do Palácio da Alvorada em conversa com apoiadores do governo.

Em entrevista ao O Globo neste domingo (14/03), o cardiologista falou que neste momento, a vacinação é a prioridade. “A grande expectativa é de implementar um programa de vacinação amplo no Brasil. Temos que vacinar nossa população, é a esperança que temos que produzir o impacto da pandemia e a redução das internações hospitalares e dos óbitos decorrentes da covid-19.”

O presidente da SBC é tido como um nome de confiança do presidente e atende ao perfil mais desejado no momento: é médico e alinhado a Bolsonaro. Contudo, Queiroga não é contra as medidas de isolamento social.  “Na época da transição de governo, estive no gabinete na área da saúde, e enfim, tenho uma afinidade política com o presidente desde antes da sua eleição.”

A médica Ludhmila Hajjar também foi cogitada para o cargo, mas foi desconsiderada para a função. Segundo O Globo, auxiliares do presidente disseram que Bolsonaro desistiu de formalizar o convite para a médica antes que ela anunciasse a recusa. Com a saída de Eduardo Pazuello, Queiroga passa a ser o quarto ministro da saúde, antes dele, Luiz Henrique Mandetta, Nelson Teich e Pazuello ocuparam o cargo.

Fonte: O Globo

Foto: Divulgação/SBC

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *