Decreto Municipal determina o fechamento do comércio de Conquista até o dia 29 de março

Em vídeo publicado nas redes sociais, o prefeito Herzem Gusmão destaca a importância do isolamento social e critica o fato do governo estadual não ter entregado testes suficientes para toda a população 22 de março de 2020 Tainara Menezes

Neste domingo (22/03), foi publicado no Diário Oficial do município o decreto que determina o fechamento do comércio de Vitória da Conquista, entre os dias 23 e 29 deste mês. No dia anterior, no sábado, o prefeito Herzem Gusmão esteve reunido com a diretoria da CDL (Câmara de Dirigentes Lojistas) para definir detalhes sobre essa nova normativa, e um rascunho desse decreto vazou pelas redes sociais.

O decreto destaca que as suspensões de atendimento não se aplicam a estabelecimentos de gêneros alimentícios, segurança, cuidados em saúde e outros serviços essenciais. De acordo com o prefeito Herzem Gusmão, em vídeo publicado nas redes sociais, o isolamento social é importante para evitar a propagação dos casos de coronavírus. Ele ainda aproveitou para denunciar que o governo estadual não entregou testes suficientes para toda a população. “Não está sendo disponibilizado para o município quantidade suficiente de testes pela Secretaria de Saúde do estado da Bahia, o que pode gerar subnotificação sobre o real número de infectados em nosso Município. Por isso, todas as medidas de prevenção precisam ser cumpridas com rigor”.

Anteriormente, dois outros decretos também foram publicados pelo poder municipal como medida de prevenção ao coronavírus. Na quarta-feira (18/03), foi decretada a suspensão das atividades em cinemas, shopping centers, academias, teatros, casas de espetáculos e bares. Também houve a normatização sobre os passageiros no transporte coletivo e a exigência de higienização dos ônibus. Já na segunda-feira (16/03),  houve as suspensão das atividades por 15 dias de escolas municipais e de estabelecimentos privados de ensino que atuem no município, incluindo universidades e faculdades particulares.

Outras instituições

Além da Prefeitura, as universidades públicas também suspenderam as atividades. A Uesb aprovou na última quinta-feira (19/03) a suspensão temporária por 30 dias; já a UFBA (Universidades Federal da Bahia) parou no dia 18 de março, por tempo indeterminado, as atividades acadêmicas e administrativas, e o IFBaiano (Instituto Federal da Bahia) também paralisou por tempo indeterminado.

Foto de capa: Prefeitura Municipal de Conquista

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *