25 de março de 2020

Vídeo em que Rui Costa classifica a Covid-19 como uma simples gripe foi retirado de contexto

O trecho compartilhado no WhatsApp foi recortado de uma entrevista concedida pelo governador da Bahia ao Jornal Bahia Meio Dia, na última terça-feira, 24 de março de 2020

Circula nos grupos de WhatsApp um vídeo de 27 segundos de duração que mostra o governador da Bahia, Rui Costa (PT), afirmando, em entrevista à jornalista repórter Jéssica Senra, no Jornal Bahia Meio Dia, que o coronavírus “pra grande maioria, é uma simples gripe”. Também são compartilhadas mensagens que acusam Rui Costa de ter modificado o seu discurso sobre a pandemia da Covid-19 após o recebimento de verba do governo federal.

A pedido de um leitor do site Avoador, a equipe do Xereta checou a veracidade do vídeo. Foi possível identificar que a peça de 27 segundos é apenas um trecho da entrevista concedida pelo governador ao telejornal da TV Bahia na terça-feira, 24 de março de 2020. Na íntegra, o vídeo, que está disponível no site da afiliada da Rede Globo, possui 22 minutos e 3 segundos. Na ocasião, o prefeito de Salvador, ACM Neto, também foi entrevistado por Senra.

A frase que repercutiu nos grupos de WhatsApp, sobre o coronavírus se tratar de “uma simples gripe”, é dita pelo governador no minuto 10:34 do vídeo. Ele diz: “Para 80, 85%, a depender do país, a média chega às vezes a 85%, é uma gripe. O problema ‘tá’ para os 15% que vai além de uma gripe, que se transforma em uma pneumonia, num caso grave, então, para a grande maioria é uma simples gripe. Então a pessoa ficando sozinha e isolada, passando os 14 dias, ela vai ‘tá’ curada e não tem problema nenhum de voltar a trabalhar.” Confira abaixo o vídeo de 27 segundos compartilhado no WhatsApp.

 

 

Além disso, durante a entrevista, Rui Costa falou sobre o número de casos do novo coronavírus na Bahia em comparação a outros estados. “A Bahia representa 8% de toda população do Brasil, e nós, graças a Deus, estamos apenas com 3% de todos os casos que ocorreram no Brasil”. O governador também reforçou a importância do isolamento social como medida preventiva. “Se você estiver gripado, fique em casa, use máscara e ligue para a secretaria municipal de saúde pedindo que alguém vá lhe fazer uma visita, algum agente de saúde, porque se você sair, vai estar contaminando outras pessoas e disseminando o vírus.”

Rui Costa explicou ainda quais são as medidas tomadas pelo governo da Bahia no combate ao coronavírus, como as estruturas que estão estão montadas para atender os infectados, a compra de equipamentos de proteção hospitalares, e a disponibilização de hotéis em Salvador para receber profissionais de saúde que possam ser diagnosticados com a Covid-19. Analisando todo o conteúdo do vídeo, é possível identificar que a fala do governador foi retirada de contexto ao ser distribuída de forma fragmentada no WhatsApp.

Circularam no WhatsApp mensagens que acusam Rui Costa de ter modificado o seu discurso sobre a pandemia da Covid-19 após o recebimento de verba do governo federal.

Além da frase “é uma simples gripe”, o governador disse, durante a entrevista, quais são as atitudes que vem sendo tomadas no enfrentamento a Covid-19 e destacou a importância de se manter em quarentena mesmo que a pessoa não esteja incluída nos grupos de risco. Ao final da entrevista, no minuto 15:58, ele afirmou: “Jovens de 20 anos, 25 anos, que estão em plena forma física, saudável, e diz assim, isso é só uma gripe, eu não tenho problema não, eu vou jogar meu baba, vou sair na rua, não sejam egoístas! Pensem no seu pai, na sua mãe, na sua vó, pensem no seu vizinho, pensem naquela pessoa idosa que mora de junto de sua casa. Então, se você é forte, saudável e acha que não vai ter problema, pense na outra pessoa, no seu filho, na sua filha”.

Portanto, o xereta atribui à informação de que o governador Rui Costa classificou o coronavírus como “uma simples gripe” o selo INCOMPLETO, uma vez que a frase foi retirada de contexto.

Foto de capa: Print do Bahia Meio Dia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *